Legalize-me

on sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Consumir Twitter pode devorar os miolos. Essa coisa toda de um quase colecionar followers é no mínimo um fenômeno curioso. 

Outro dia dei de cara com um serviço VIP de troca-troca de seguidores. Pois é, tem gente rentabilizando na real gentes virtuais Pior, muito pior, tem gente pagando por mês por um pouquinho de atenção. Acreditem ou não, seguidor virou moeda super valorizada no ciberespaço. Nesse tal serviço VIP, quem não coça o bolso se contenta em engrossar o movimento torcendo por uma rebarba. 

Tem mais, não é um troca-troca aos pares. É do tipo ninguém é de ninguém. Na sequência, uns "traíras" te seguem e depois  te dão unfollow, ou seja, "des"seguem, dão um pé na bunda e saem correndo antes que você perceba. Debruçada nessa idéia de que a relação following-followers é fria e calculista, eis que fui surpreendida por um fato inusitado

Um dia desses desabafei a perda de um amigo alcóolatra em pleno Twitter. Passei a limpo dos pés-sujos às cabeças perdidas dos dependentes encontrados nas sarjetas. Da minha angustiante saudade, nasceu uma nobre incumbência hipócrita de alertar as pessoas para a mortandade etílica. Um grave problema de saúde pública assim como o consumismo, assunto recorrente desse blog. 

Mas foi um dia de saldo positivo no quesito follow back. Ganhei vários twitter friends solidários e, nessa base do ciranda cirandinha, retribui gentilmente  liberando following´s indiscriminadamente. Tudo grátis, de forma ordinária: Vai na frente, vou atrás, bastando um RT para o assim por diante. E no adiante o follow front foi intenso, grupal, num ritmo frenético, clica aqui, pressiona lá, fuck you pras línguas, gringo também entra, madrugadas inteiras de follow até a exaustão.

Em contrapartida, hoje, notei um déficit considerável de  followers. Entre ativos e passivos, longe de mim sair no preju. Quando a coisa aperta, não tem jeito, o negócio é apelar, logo, recorri ao Twitter Karma para regularizar a liquidez. Refeita do twitter susto, avaliei calmamente as mudanças nesses meus relacionamentos virtuais. Poxa, eu era tão leal! Não é dando que se recebe? Será que pagando eu garantia meus fiéis seguidores?

Ah, webeureca! Recordar aquele fúnebre moralista superávit de dias atrás pode solucionar a questão. Foi quando percebi que alguns de meus followers podem ter sumido na fumaça baseados em meu último ato following @SouMaconheiro. Vai ver meu tweet soou bombástico e nem me dei conta.  Minha franca declaração de que fumar um arruda espanta o mau olhado, coff! oss! uss! De repente foram os democratas que me abandonaram. Parafraseando o sábio Chapolin Colorado: "Follow me os bons"!

4 comentários:

drluiz disse...

SEU POST APRESENTA A DE FORM,A BEM REALÍSTICA PROMISCUIDADE QUE ROLA NO TWITTER, E DAQUELES PERFIS QUE SE APRESENTAM BUSCANDO O SEU FOLLOW E DEPOIS TE DÁ UNFOLLOW NA MAIOR CARA DE PAU. INTERESSANTE TAMBEM NO SEU POST, É A REFERENCIA A ALGUNS TWITTEIROS EGOCENTRICOS E DESEQUILIBRADOS, QUE PENSAM QUE O MUNDO GIRA EM TORNO DELES.
EIS QUE OS TAIS NÃO ACEITAM OPINIÕES CONTRARIAS DE PESSOAS QUE EXERCEM O SEU DIREITO DE PENSAR E OPINAR E QUE NÃO GOSTAM DE FICAR PUXANDO O SACO DE NINGUEM SÓ PARA PARECEREM BOAZINHAS AOS OLHOS DOS OUTROS.

ADOREI E VOU SEGUIR O SEU BLOG POIS VOCÊ APRESENTA OS FATOS DE FORMA INDEPENDENTE E COM MUITA INTELIGENCIA E BOM HUMOR ...
GRANDE BEIJO

@drluizsantanna

Sapo disse...

Amigos e admiradores não se compram, se conquistam. Sempre digo: Não me sigam! Estou indo pro lugar errado!

Abraço.

Blog: http://sovacodesapo.blogspot.com/

Lu Vaz disse...

Na realidade, eu escrevi esse post com bastante ironia. Eu gosto mesmo é de observar e opinar. Para isso eu preciso fazer algumas experiências e assim fui conhecendo os mecanismos, alguns hilários, do Twitter. Eu procuro seguir quem me segue, não porque desejo "bombar" de seguidores. Mas pq quero conhecer quem se interessa por minhas reflexões. Naturalmente, quando a recíproca não é verdadeira, o unfollow resolve tudo. E assim caminha a ciber humanidade. hehehe... Agradeço as visitas e comentários. Beijos a todos.

Cecília disse...

O artigo é perfeito e fidedigno!!!Tudo rola mesmo é na base do "interesse",o negócio é quantidade e não conteúdo.Quanto mais melhor,como te conheço,sei muito bem que esse não é o seu caso,mas a maioria age assim.
Bjos.
Ciça

Postar um comentário

POR FAVOR, INFORME O SEU WEBSITE OU E-MAIL, NOME OU APELIDO E COMO CHEGOU AO BLOG. OBRIGADA!

Você já é um BB? Inscrições abertas!

......................................................


Blogueiros do Brasil

Amigos do Gostos e desgostos no Facebook

Amigos do Blog Gostos e desgostos